Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



17

por Manuel Reis, em 09.06.14

Foi uma semana negra para a comunicação portuguesa. Tanto para a comunicação de marcas como para a comunicação social.

 

Foram os cartazes da Olá (marca Unilever-Jerónimo Martins) com erros ortográficos ("Já experimentas-te os chocolates Olá?"), especialmente graves tendo em conta que um dos grandes alvos da comunicação da marca de gelados são as crianças. Depois, ainda no campo dos erros ortográficos, tivemos o "sofucar" do Correio da Manhã. Como é que aquelas gordas não passaram despercebidas, nem eu sei. Mas o pior ainda estava para vir.

 

No sábado acordo com a especulação no Facebook de que Diogo Morgado ia participar na 5ª temporada de "Game of Thrones". Clico no link (que, entretanto, já deixou de funcionar - já explico porquê) e digo logo: "Isto não é verdade." Algo que é confirmado pelo Aníbal, através do tal link.

 

Foi tudo criado desta maneira: Algures durante a sexta-feira, alguém decidiu ir ao shrturl.co e, pegando num artigo do site BreatheCast (um site dedicado sobretudo à música cristã, mas que também aborda filmes e séries relacionados com a temática), alterou o conteúdo, fazendo com que aparecesse a foto e o texto que diziam "Diogo Morgado em Game of Thrones". Uma partida. Um hoax. Em tudo semelhante ao que os brasileiros experienciaram com Selton Mello, que tinha sido alvo do mesmo rumor dias antes (e com um texto em tudo semelhante, senão mesmo igual).

 

O sucesso dos actores portugueses (os mais conhecidos do grande público, claro) lá fora é um tema que os media tradicionais portugueses gostam bastante de explorar. Dá pageviews, dá dinheiro. O problema é que, quando falam do que acontece lá fora, estes mesmos media tradicionais (de uma maneira geral) são... Burros. E sim, pesei bastante a palavra antes de a usar, mas é verdade. São burros. Incompetentes.

 

Senão vejamos: Como raio é que é possível que ninguém no Jornal de Notícias, no Diário de Notícias (ambos da Controlinveste), no Correio da Manhã (Cofina), n'A Bola, no Observador ou na SIC tenha pensado em cruzar fontes? Ou, sei lá, olhar para o link.

 

Eu sei que o jornalismo não está na valeta. Conheço excelentes exemplos de profissionais e publicações que fazem tudo para que o jornalismo se mantenha credível e com qualidade. Eles não têm a culpa de terem colegas burros, ignorantes e incompetentes que são incapazes de verificar a veracidade de uma informação. Esses sim, estão na valeta e arrastam com eles a profissão. O mesmo para quem desenha e para quem não verifica os cartazes da Olá ou para quem não faz correctamente a revisão de um jornal. E que obrigam o JB Martins, do Cineblog, a escrever este guia (que consegue mostrar bem a falta de tino que existe nas redacções).

 

De todos os OCSs que mencionei, o único capaz (até agora e que me tenha apercebido) de fazer um desmentido - e um pedido de desculpas - foi o Observador - curiosamente aberto há duas semanas. Não gosto muito dos conteúdos, mas aqui há que lhes tirar o chapéu porque engoliram o orgulho e foram capazes de admitir o erro e pedir desculpas. Outros (JN, A Bola) só referiram que era uma notícia falsa após haver confirmação do autor (um dos colaboradores da página de Facebook do blog Cabelo do Aimar reclamou esse título).

 

No entanto, o pior disto tudo não é que tenham associado erradamente um actor (não desvalorizando o Diogo Morgado, nem tão pouco a sua carreira) a uma série. O pior é não terem feito um mínimo de trabalho para confirmar a informação. Não terem ido a sites fidedignos (se é que eles sabem quais são esses sites fidedignos), ou mesmo verificar o site que o "artigo" referia como fonte original (para, obviamente, não encontrarem nada).

 

E já agora, o cúmulo de tudo isto: O TVDependente (blog no qual colaboro e que tem todos os dias informação fidedigna sobre as vossas séries preferidas) alertou e decidiu entrar na brincadeira, com um artigo falso que indicava que Cavaco Silva ia entrar em Game of Thrones (obviamente falsa, caso estejam na dúvida). E não é que um "jornal online" mais conhecido pelas suas ofertas de trabalho duvidosas do que propriamente pelos seus conteúdos decidiu publicar isso como se de uma notícia se tratasse? Não, não foi o Inimigo Público. Devia ter sido o Inimigo Público.

 

Agora só falta dizerem que o Rui Unas vai participar em Breaking Bad.

 

Pessoal, têm que rever tudo. Ensinamentos, métodos de trabalho, tudo. Só assim é que podem melhorar. Porque, presumo eu, querem informar correctamente e com factos as pessoas... Certo?

Share on Tumblr

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:15




Inscrevam-se na MEO Cloud, ganhem 16GB de armazenamento e mais 512MB porque clicaram neste link!

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D