Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




19

por Manuel Reis, em 16.06.14

Eu costumo dizer que não sou "Anti". Não sou daqueles que grita "Porto é merda", "Benfica é merda", etc. Aliás, fico lixado com essa malta (essencialmente claques) que, acima de defender o seu clube, quer provocar e ofender os clubes dos outros. Aqueles que não ligam ao futebol tanto como ligam à luta livre desregulada e em qualquer lugar com qualquer pessoa. Os que normalmente vão para o topo dos viadutos atirar pedras aos autocarros das equipas adversárias, ou que se juntam à porta do estádio a 2 minutos do jogo só para armar confusão. O que eu quero é o bem do meu clube. Apenas e só isso.

 

Excepto quando falamos em selecções.

 

Aí há dois exemplos de equipas nacionais que me deixam aziado. A França, com o seu chauvinismo clássico, é o nosso rival de facto. A Espanha também, mas até temos alguma simpatia por eles. Agora, os franceses? Esses sacanas já nos eliminaram 3 vezes nas meias-finais, com uma arrogância terrível? O Euro 2000 ainda me está entalado na garganta (pior que o penalty foi o que aquele cabrão do Günter Benkö escreveu no relatório). Sim, a França deixa-me aziado.

 

Qual é o segundo?

 

A Grécia. Euro 2004. É preciso dizer mais? Quando se joga contra a Grécia é sempre uma questão de honra. Seja amigável ou para competição. Aí não há volta a dar.

 

Pronto, sou anti. Não posso com os franceses nem com os gregos. Mas acho que todos em Portugal somos assim. Ou quase todos.

 

E agora fiquem com um GIF da emissão da RTP. Mas como o GIF tem 6.8 MB, cliquem na imagem para o verem. Não vá eu estoirar-vos parte do vosso plafond de tráfego.

 

 

Share on Tumblr

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:35





Inscrevam-se na MEO Cloud, ganhem 16GB de armazenamento e mais 512MB porque clicaram neste link!

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D