Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



168 frames valem mais que 1000 palavras.

por Manuel Reis, em 17.04.14

(E sim, eu sei que à segunda voou. That's not the point. The point is mostrar apenas a queda extremamente humorística do drone e também demonstrar que escrever uma frase simultaneamente em duas línguas não dá muito bom resultado.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:00

Podcast TVDependente: Nova edição

por Manuel Reis, em 17.04.14

 

Está no ar mais uma edição do Podcast TVDependente, um podcast com periodicidade algo semanal que faço no blog homónimo, com mais três pessoas. Pitch? Uma hora a falar de séries de TV. Simples e bom para dar tópicos de conversa para falar junto à fonte de água (a sério, temos de arranjar um nome português mais fixe para watercooler). Podem ouvir a mais recente edição - em que conversamos sobre The Neighbors (ou Alienados, em Portugal), Suits (Defesa à Medida) e o Universo Cinematográfico Marvel (no qual está incluído Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D.) - aqui. Ah, e ainda há ali um bónus do SAPO Codebits.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:18

...

por Manuel Reis, em 15.04.14

Ontem, após uma enorme antecipação, estreou Melhor Do Que Falecer. Vocês sabem que programa é, é o do Ricardo Araújo Pereira. Tal como disse, uma enorme antecipação. Ora, uma regra básica do entretenimento é que, quando há uma enorme antecipação, a generalidade das opiniões é a de que o primeiro capítulo é uma merda (palavra que substitui bem a expressão «abaixo das expectativas»). Ontem não foi excepção, não só porque as pessoas esperavam um comentário da actualidade (que não tem de ser necessariamente sobre as notícias do dia), mas principalmente porque houve...

 

RECICLAGEM DE TEXTO. [DRAMA BUTTON. Vão-me agradecer mais tarde.]

 

Uuuuiiii, que isto é grave. Um humorista a pegar em texto que já usou e a transpô-lo para outro meio de comunicação? Terrível! Não se faz! Feio! Mau comediante! Para o cesto!1

 

Só duas coisinhas rápidas para esta gente que acha que reciclar um texto de 2012 é pior que o Holocausto:

  • É perfeitamente natural existir reciclagem de texto. Senão vejamos: Ricardo Araújo Pereira terá de escrever, durante 3 meses, 5 minutos de material para a rádio e 5 minutos para a TV. Juntem a isso o tempo que dura uma filmagem (muito), e... Sim, RAP é um homem ocupado. E é só ele a escrever o material.
  • «Ah, mas não sei quê, eu já ouvi isto». 'Tá bem, tu já ouviste, a malta que ouve a Mixórdia enquanto está presa no IC19 também já ouviu, mas o público de rádio não é o mesmo da televisão. O público do RAP não é o mesmo da TVI. Bem pelo contrário. A TVI está aqui a apostar não só na popularidade deste guionista como também numa aproximação a outro tipo de público que, muito provavelmente, é o mesmo que ainda recorda os bons tempos em que o 4º canal dava séries estrangeiras em horário nobre e não era apenas um conjunto de programação (Casa dos Segredos, boa parte das novelas em que não alteram nada da história base, "reportagens" em que pedem aos idosos para mostrarem as cuecas no Você na TV) desenhada para estupidificar a população.2

Por isso, não o censurem. Se já ouviram o sketch na rádio ou em podcast, bom para vocês. Agora não façam é uma birra todos os dias só porque houve reciclagem de texto. Habituem-se e pode ser que comecem a gostar.

 

1: Infelizmente ainda existem pessoas que acham que o humorista é o seu animal de estimação.

2: Já viram o Idiocracy? É para lá que caminhamos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:38

Link. [NSFW]*

 

*[NSFW: Not Safe For Work. Se não sabem o que é que isto quer dizer, é porque não navegam o suficiente na internet.]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30

...

por Manuel Reis, em 14.04.14

Decidi voltar aqui. Sim, mexer nos layouts não é para impacientes. Sim, a página de criação de posts não é a melhor. Sim, falta suporte para markdown (era tão bom), que dá muito jeito para escrever notas de rodapé. (EDIT: E, já que estou numa de pedidos, como é que implemento o Disqus por aqui?)

Mas tenho uma equipa de apoio técnico inigualável, que responde quase pessoalmente a todos os pedidos. O que é muito bom.

O que é que me proponho a fazer aqui? Não sei. Para já, dar uso meu domínio. Já que sou master of my domain, sempre é melhor fazer algo com ele. Por isso, bem-vindos ao manuelreis.pt (ainda não, mas hei-de tratar disso!). Para já, vai ser aqui. Textos mais longform virão para aqui, quando me ocorrer algum. É um objectivo, tentar escrever mais. E melhor. Mas só se consegue escrever melhor escrevendo-se mais, por isso, para já, o objectivo é escrever mais. Mais. Pronto, está escrito.

Faltam-me só dois ou três anúncios. Pôr o bicho a render, também é importante. E preencher a sidebar com informação (alguma dela que pode ser considerada inútil por muitos vocês). E tentar colocar um link para o meu Tumblr no mesmo sítio em que estão os links para o Twitter e para o Facebook, lá em cima.

Por isso, bem-vindos. Mais um estaminé. Agora tenho de ir fazer o jantar. Um dia ainda criam um blog que faça o jantar por nós. Não que dê receitas, mas que faça literalmente o jantar. Tipo, escreves o que queres jantar e o jantar aparece feito. Algo do género: Hambúrguer, no pão, com alface. E pronto, um suculento hambúrguer (tipo Hamburgueria do Bairro ou Munchie, nenhuma merda do McDonald’s) só com alface aparece pronto numa qualquer caixa. Tratem de fazer isso. Pode funcionar para vários tipos de negócio. “Preciso de uma harmónica”. Pimba, uma harmónica. “Modelo 3 correctamente preenchido”. Já não se têm de preocupar com o IRS. “Quero o comando da TV da sala.”

OK, aqui já é um bocado parvo. Vão ter de se levantar na mesma. Porque é que não vão buscar o comando?

Enfim, chega disto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 21:58



Inscrevam-se na MEO Cloud, ganhem 16GB de armazenamento e mais 512MB porque clicaram neste link!

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D